maio 23, 2007



SEGUNDA

Quando foi que demorei os olhos
sobre os seios nascendo debaixo das blusas,
das raparigas que vinham, à tarde, brincar comigo?...

... Como nasci poeta,
devia ter sido muito antes que as mães se apercebessem disso
e fizessem mais largas as blusas para as suas meninas.
Quando, não sei ao certo.

Mas a história dos peitos, debaixo das blusas,
foi um grande mistério.
Tão grande
que eu corria até ao cansaço.
E jogava pedradas a coisas impossíveis de tocar,
como sejam os pássaros quando passam voando.
E desafiava,
sem razão aparente,
rapazes muito mais velhos e fortes!
E uma vez,
de cima de um telhado,
joguei uma pedrada tão certeira,
que levou o chapéu do senhor administrador!
Em toda a vila,
se falou, logo, num caso de política;
o senhor administrador
mandou vir, da cidade, uma pistola,
que mostrava, nos cafés, a quem a queria ver;
e os do partido contrário,
deixaram crescer o musgo nos telhados
com medo daquela raiva de tiros para o céu...

Tal era o mistério dos seios nascendo debaixo das blusas!

(Manuel da Fonseca)

20 Comments:

Blogger Eu said...

q blusa tão linda q trazes hoje, Inha, e Eu até SEI O qto gostas dela

:P

23 maio, 2007 11:47  
Blogger Inha said...

Muito obrigada, mas não é blusa. É vestido.
Experimenta clicar na imagem. 8-)


:P


LOL

23 maio, 2007 14:13  
Blogger FMS said...

Ena, um dragão ao estilo da Anne McCaffrey :)

23 maio, 2007 14:27  
Blogger isabel mendes ferreira said...

olá inha!!!!!!!!!!!!

assim vestida de M.da F.



______________________

beijooooooooooooo.

23 maio, 2007 18:43  
Blogger fresquinha said...

Eu também brincava no telhado só para ver a fruta ..das calças das árvores ...:-))))

23 maio, 2007 18:43  
Blogger Eskisito said...

Gosto bastante deste poema. Nunca o tinha lido, mas gostei do mistério dos seios.
Beijos

23 maio, 2007 19:14  
Blogger foryou said...

Mistério... :) ok é um bonito poema

23 maio, 2007 22:16  
Blogger Montenegro said...

Gosto de seios...errr... do texto, muito interessante, os seios... o texto!!!
Agora mais a sério, muito bom, quase inocente, os seios... O TEXTO!!!!

Bjs. :))

23 maio, 2007 22:23  
Blogger Rafeiro Perfumado said...

Por momentos pensei que o jove tivesse atirado uma pedrada a um seio...

24 maio, 2007 10:02  
Blogger 1313 said...

um par de mamas é sempre bom. porque um par são duas.

24 maio, 2007 10:06  
Blogger Inha said...

Boas tardes!:)


Olá, FMS, bem vindo!:)

24 maio, 2007 13:43  
Blogger Inha said...

Olá Isa!

Bom te ver!:)

M.F. exclusivos, pois!:D))


BeijInha Grande

24 maio, 2007 13:44  
Blogger Inha said...

Fresquinha, eu ia dizer uma coisa, mas podem andar aqui crianças...



GARGALHADAS!


lollllllllll

24 maio, 2007 13:46  
Blogger Inha said...

Eu também não conhecia, Eskisito, mas achei um piadão!:)


BeijInhas

24 maio, 2007 13:47  
Blogger Inha said...

Foryou, e não é?:D)))

24 maio, 2007 13:47  
Blogger Inha said...

Montenegro, experimenta concentrar-te no texto. NO TEXTO!:P


BeijInhas (doido)

:D)))))

24 maio, 2007 13:49  
Blogger Inha said...

Rafeiro, é da minha vista ou ultimamente andas a modos que "pó aguerrido"?


GARGALHADAS!

porque haveria o moço de apedrejar a jove?ihihihihi

FestInha no focinhito do Canídeo.:)

P.S. ainda andas fugido?LOL)

24 maio, 2007 14:07  
Blogger Inha said...

Miltrezentosetreuze, e um par de duas são quatro...




... pois.

24 maio, 2007 14:08  
Blogger fresquinha said...

São duas, porque cada uma tem 1 par ! Olha já nã sei ...

24 maio, 2007 17:11  
Blogger Inha said...

Fresquinha, não confundas o Miltrezentosetreuze... 8-)

25 maio, 2007 10:48  

Enviar um comentário

<< Home