novembro 19, 2005


















RAZÃO

"Razão, de que me serve o teu socorro?

Mandas-me não amar, eu ardo, eu amo;
Dizes-me que sossegue, eu peno, eu morro"


(José Maria Barbosa du Bocage in Sobre Estas Duras Cavernosas Fragas (excerto))
(Foto: Willi Kissmer in Drei Seiden I)

9 Comments:

Blogger Mendes Ferreira said...

ora bom dia e um bjo enorme pelo Bocage (inda hoje inha pensado fazer um post sobre Ele...mas este tá tão bom....que me rendo) e adorei o comentário no Semi-frio....bom domingo. tia...:)

20 novembro, 2005 12:08  
Blogger Pinto Ribeiro said...

tás lóló ó Inha. num morres nada. tens é mau feitio. e toma lá muitos bjinhos e um bom DOMINGOOOOOOO.

20 novembro, 2005 13:35  
Blogger Rosario Andrade said...

BOM DIA!
Também gosto do Bocage... é umas das preseças na minha biblioteca "portátil"... coisas de exilados!

Abracicos!

20 novembro, 2005 16:59  
Blogger mfc said...

Somos de extremos... queremos sempre mais e isso é-nos devido!

20 novembro, 2005 21:18  
Blogger alentejodive said...

Interessantes leituras. Bons poemas. Respira-se por aqui um ar muito literário, poético. Sabe bem, por vezes.

Saudações alentejanas.

20 novembro, 2005 22:01  
Blogger Maria said...

Boa noite Inha, só para te dar uma beijokita, pois eu pessoalmente na gosto muito do Bocage.
Um bom começo de semana

20 novembro, 2005 22:44  
Blogger Mendes Ferreira said...

bom dia inha...ainda não te tinha dito mas amo dizer inha....é fofo...e morre-me de felicidade...é a única morte que apetece....mesmo quando não é possível...bjs.

21 novembro, 2005 09:16  
Blogger Inha said...

Bom dia, mininos!:):):)

Gosto do Bocage! É de extremos, como eu!;)


Alentejodive, bem vindo!;)
(tenho cá de tudo um pouco... :D:D)

21 novembro, 2005 09:38  
Blogger cm said...

para lá da razão também há vida...

21 novembro, 2005 09:59  

Enviar um comentário

<< Home