setembro 01, 2006














POBRELÂNDIA

47 Comments:

Anonymous fresquinha said...

Pobrelândia ...não será ? (atenção ..erro no título)

01 setembro, 2006 12:09  
Anonymous fresquinha said...

Ou Pôdrelândia ?

01 setembro, 2006 12:12  
Blogger Inha said...

Linda menina! Já está emendado.

E Pôdrelândia também servia, concerteza...

01 setembro, 2006 12:23  
Blogger ivamarle said...

a necessidade aguça o engenho.Já alguém o disse e continua a ser verdade...

01 setembro, 2006 12:53  
Blogger Didas said...

Grandes génios se vão perdendo, realmente...

01 setembro, 2006 13:03  
Blogger Eu said...

bom fim de semana para ti e para essas crianças (se puder ser)

e hoje Eu não passo disto

:|

01 setembro, 2006 14:47  
Blogger frog said...

Poderá ser uma pobre lândia...mas uma lândia rica de gente, que no meio da miséria, ainda se dá ao luxo de construir engenhos para distrair os seus filhos....essa é que é essa....

01 setembro, 2006 14:48  
Anonymous fresquinha said...

Referia-me ao meio, ao lixo ...não às crianças ... isto é a história do copo meio cheio, e do copo meio vazio. Depende de quem intrepreta. Já dei mostras de grande sensibilidade em relação a crianças. E não gosto de pobreza. Gosto dos pobres.

01 setembro, 2006 14:56  
Anonymous fresquinha said...

..porque gosto de pessoas. Espero ter esclarecido alguns equívocos. Beijo, Inha.

01 setembro, 2006 15:01  
Blogger Inha said...

Eu(?), obrigada, para ti também. E vê se para a semana arranjas um tempinho, ok?


BeijInha :)

01 setembro, 2006 15:17  
Blogger Inha said...

Didas e Iva, e está ali um engenho. As coisas que se descobrem no meio de uma lixeira.;)

01 setembro, 2006 15:19  
Blogger Picasso said...

É isso e ferraris. Enfim, n vou nem começar.

Beijinho

PS - Uma amiga em comum não tem podido passar mas manda dizer que não tarda muito ainda engoles um sapo :-)

01 setembro, 2006 15:28  
Blogger Inha said...

Reparo agora que não fui muito precisa na escolha deste título, porque ele pode ter realmente duas leituras, conforme o que acabo de ver pelos vossos comentários.
A ideia do post não é de forma alguma satirizar qualquer tipo de pobreza, o que seria absolutamente abominável da minha parte e fora do contexto deste blog.
Pretendia eu, que as atenções se voltassem sim para a capacidade de engenho daquela gente que nada tem e como do lixo conseguiu fazer arte para as suas crianças brincarem. E o sentido de humor que esta foto desperta, apesar de tudo, porque até numa lixeira pode haver sentido de humor. Por isso, quando vi esta foto, não pude deixar de sorrir. Como eles, concerteza, do lado de cá das camaras.

Para a Fresquinha e o Sapo uma beijInha das gordas.:)

01 setembro, 2006 15:33  
Blogger Inha said...

Olá Picassito! Isso é outro assunto muito mais complicado sobre o qual pretendo falar noutra altura, mas não vai meter propriamente brincadeiras de petizes. E não são pobres. Misturam-se é nos bairros pobres onde estão mais bem disfarçados.

A nossa amiga anda muito ocupada com as obras na paróquia, verdade?
:D))))))))Ou então anda a rezar muito terços... ainda se perde, aquela mulher, uiii!;)

01 setembro, 2006 15:43  
Blogger Inha said...

e um beijInho... pois.

01 setembro, 2006 15:44  
Blogger Inha said...

Um xi-coração para a Vanessa... :D)))

01 setembro, 2006 15:45  
Blogger Picasso said...

Ó, eu se fosse a ti num cutucava a onça com vara curta :D)))

01 setembro, 2006 15:55  
Blogger Pseudo said...

Quem não tem brinquedos, brinca com o que está mais à mão: de louvar a inteligência e esperteza de quem se lembrou de tal montanha-russa.

01 setembro, 2006 16:00  
Blogger Inha said...

Eu não!!! Ainda me ferra, a melher! (gargalhadas)

01 setembro, 2006 16:03  
Blogger Inha said...

Eu já vi crinças brincar com tudo, Pseudo. Eu já brinquei praticamente com tudo. Acho que é nisso que está o segredo da arte de saber brincar: com um caquitos e alguma imaginação pode uma criança entreter-se durante uma tarde inteira.;)

01 setembro, 2006 16:10  
Blogger Belzebu said...

E não é com certeza a falta de capacidade de improvisação que mais falta a estas crianças! Falta-lhes muitas outras coisas que não depende delas!

Excelente! Saudações!

01 setembro, 2006 16:18  
Blogger Miguel said...

Tem que ser ...!

BOM FDS!

Bjks da matilde

01 setembro, 2006 16:48  
Blogger Inha said...

A começar por uma boa comidinha e uma cama confortável. Já nem entro por aí, Belzebu.;)


BeijInhas

01 setembro, 2006 16:54  
Blogger Inha said...

Obrigada, Miguel, para ti também.


BeijInhas para ti e a Matilde. (linda baby!)

01 setembro, 2006 16:55  
Blogger Picasso said...

Ó, n te vás embora sem ver os meus xanatos e os dos outros: http://osmeusxanatos.blogspot.com

01 setembro, 2006 17:32  
Blogger Inha said...

Já vi! Lindos!:D))))))


Mas não me saia à rua naquela figura. lollllllllllll (não resisti)

01 setembro, 2006 17:49  
Blogger O Chaparro said...

a fugir, a fugir, bom fim d semana. bjo

01 setembro, 2006 18:06  
Blogger Inha said...

E eu já estou se saída.

Uma beijoquInha Gorda e BFS

01 setembro, 2006 18:07  
Blogger Dora said...

Obrigado pela visita!
Volta sempre!

01 setembro, 2006 19:23  
Blogger marco said...

antes isso do que nada, né!
beijos

02 setembro, 2006 15:43  
Blogger o alquimista said...

Pois, o mundo tem tantas cores, tantas diferenças...

Doce beijo

02 setembro, 2006 22:39  
Blogger luikki said...

não sei bem porquê, mas a imagem faz-me lembrar um rectângulo que conheço...
mas que é pintado com robiallac....

02 setembro, 2006 22:40  
Blogger Lúcia said...

fantástica a imaginação.

e funciona, pelos vistos, lolol

03 setembro, 2006 00:22  
Anonymous Pnet said...

Amizades aqui... http://www.pnet.pt

03 setembro, 2006 18:43  
Anonymous fresquinha said...

Essa cumplicidade e resignação que se arranja com a pobreza poderá ser muitas vezes uma questão de sobrevivência. Não vejo mal que se tire o melhor partido das situações que não se podem mudar. Só que é pena haver pobreza. Mas penso que não era o tema da posta.

04 setembro, 2006 00:17  
Blogger As cores da vida said...

Há quem consiga ser feliz sem ter o que muitos de nós teve na infância! Há quem nunca tenha tido nada e hoje vê-se o sorriso no rosto... É a personalidade! Ela é que dita as regras... Só ela fará o que somos hoje.

E, aposto que quem está na foto, se divertiu bastante, nesse dia :-)*

04 setembro, 2006 01:23  
Blogger Inha said...

Bons dias!:)

Olá Dora. Obrigada a ti também e já sabes... volta sempre.;)

04 setembro, 2006 09:51  
Blogger Inha said...

Do nada se fazem sorrisos, Marco.

BeijInha

04 setembro, 2006 09:52  
Blogger Inha said...

Também tu és uma paleta de cores. Que eu sei.


;)


BeijInha terna.

04 setembro, 2006 09:55  
Blogger Inha said...

Luikki... é um artista português...
Ou não. ;)

04 setembro, 2006 10:08  
Blogger Inha said...

Lúcia, é exactamente isso que me perturba: porquê só utilizá-la na adversidade? No dia a dia é crime???

04 setembro, 2006 10:10  
Blogger Inha said...

Fresquinha, o tema do post não era a pobreza, de facto, mas o sentido de humor de quem ainda consegue construir algo de útil dentro dela. Isso sim, é importante.

04 setembro, 2006 10:15  
Blogger Inha said...

Pnet, boa sorte para o vosso cantinho...;)

04 setembro, 2006 10:16  
Blogger Inha said...

Madalena, bem vinda. Eu também acredito que sim. Rico ou pobre, eu acredito que qualquer petiz se divertiria da mesma forma, quer fosse na Disneylândia que nesta pequena Pobrelândia. Eu acredito.;)


BeijInha

04 setembro, 2006 10:19  
Blogger Robino do covil said...

Bom dia! Sou eu, voltei! Mudei de nome e de blog mas sou o mesmo! Olha, para te compensar das saudades, dedico-te uma postazinha...

Beijo :)

04 setembro, 2006 11:34  
Blogger Inha said...

Alguma coisa me diz que ainda me vou arrepender... 8-)


Obrigada pelo post, seu... seu maluco!...Lollllll

04 setembro, 2006 11:45  
Anonymous fresquinha said...

De repente lembrei-me do livro de J. M. de Vasconcellos "O meu pé de Laranja Lima" .....

05 setembro, 2006 02:19  

Enviar um comentário

<< Home