julho 09, 2007



AS AVES

Afluem às margens, jogam
como se a água lhes pertencesse,
pousam no meio dos arbustos
como se tivessem todo o tempo!

No entanto, sabem que as nuvens
vão encher o céu; e que o norte
irá enviar o vento frio que as
há-de arrastar para sul,
deixando atrás de si o silêncio nos campos.

Mas pouco lhes importa isso,
quando se juntam,
e cantam a efemeridade do instante.

(Nuno Júdice)

14 Comments:

Blogger Ariane said...

Lindo.. :))

09 julho, 2007 11:46  
Blogger Inha said...

Olá Ariane. Bem vinda.:D


;)

09 julho, 2007 15:15  
Blogger sr_antonio said...

Muito bonito sim senhor ;) peixinhos

09 julho, 2007 20:44  
Blogger foryou said...

E têm razão: que importa isso?! É como se tivessem todo o tempo do mundo. E têm, até que se esgote!

09 julho, 2007 22:52  
Blogger 1313 said...

a gripe das aves dá cabo dos pitos

10 julho, 2007 03:28  
Blogger fresquinha said...

És precisa lá no Caralhoque !

10 julho, 2007 14:43  
Blogger Inha said...

Sr. António, gostei muito da foto. Especialmente.


BeijInhas

10 julho, 2007 15:25  
Blogger Inha said...

Foryou, essa é que essa. Que bom era podermos dizer todos o mesmo.

;)

10 julho, 2007 15:26  
Blogger Inha said...

1313, e das pitas... 8-)

10 julho, 2007 15:26  
Blogger Inha said...

E o caralhoque é onde? Já estive lá e não vi nada...:(


Bou botar uzócles... 8-)

10 julho, 2007 15:27  
Blogger fresquinha said...

Vais cantar o My bonnie lies over the ocean. Mas canta sózinha que é para treinares ....:-)

10 julho, 2007 15:46  
Blogger Inha said...

Nem sozinha, D. Fresca. O silêncio é uma coisa muito bonita e eu gosto!...LOLOLOLOL

10 julho, 2007 16:28  
Blogger fresquinha said...

Estou a brincar, como podes imaginar ... Não cantes, pf

10 julho, 2007 20:37  
Blogger Inha said...

Livra!!!...

12 julho, 2007 11:54  

Enviar um comentário

<< Home